Editorial Board

Marcos Colón - Managing Editor
Marcos Col√≥n √© Dean‚Äôs postdoctoral and Gannon fellow post-doc in Portuguese¬†no Departamento de Modern Languages and Linguistics na Florida State University; e tamb√©m diretor e produtor do document√°rio Beyond Fordl√Ęndia: An Environmental Account of Henry Ford‚Äôs Adventure in the Amazon. Sua pesquisa enfoca a representa√ß√£o da Amaz√īnia na literatura brasileira do s√©culo XX, sob a perspectiva dos estudos ambientais. Em particular, ele est√° examinando uma variedade de pontos de vista da Amaz√īnia p√≥s-borracha atrav√©s de textos escritos, relat√≥rios orais e filmes; observando mudan√ßas na regi√£o, sua natureza e seu povo.
Matheus Ferreira - Universidade Estadual de S√£o Paulo
Jornalista e mestre em comunicação pela Faculdade de Arquitetura, Artes e Comunicação, da UNESP-Bauru. Pesquisador do grupo de pesquisa Gelima (Linguagem e Mídia Acessível). Foi pesquisador visitante da Curtin University, Austrália, e membro do grupo Digital Disability.
Amanda Péchy - Universidade de São Paulo
Jornalista e escritora, formada pela Escola de Comunica√ß√£o e Artes da Universidade de S√£o Paulo. Autora da pesquisa “O Mito da Amaz√īnia: Como sua ocupa√ß√£o predat√≥ria criou e perpetua gargalos na comunica√ß√£o sobre a regi√£o”. Nascida em S√£o Paulo, trabalhou na Revista Veja, reportando sobre sociedade e rela√ß√Ķes internacionais. Hoje, √© curadora e programadora cultural da Casa do Saber e d√° palestras sobre jornalismo socioambiental.
Fabrício Vinhas - Universidade Federal Fluminense
Bacharel em Comunicação Social pela UFF, com Pós Graduação em Internet, Interface e Multimídia (UFF) e MBE em Economia e Gestão da Sustentabilidade (UFRJ), Fabrício Vinhas atualmente é Designer Web na Empresa Municipal de Multimeios do Rio de Janeiro (MultiRio). Possui experiência no desenvolvimento de projetos visuais, design gráfico e direção de arte para comunicação estratégica Рcom interesse especial por projetos relacionados à sustentabilidade e educação.

Conselho consultivo

Ailton Krenak
Ailton Krenak √© uma das mais importantes lideran√ßas do movimento ind√≠gena no Brasil, com reconhecimento nacional e internacional. Nasceu em 1953, na regi√£o do vale do Rio Doce (MG), territ√≥rio do povo Krenak ‚Äď nome que carrega consigo, um lugar que se encontra destro√ßado pela minera√ß√£o. Em sua trajet√≥ria, juntou for√ßas com Chico Mendes pela defesa dos direitos ind√≠genas na Constitui√ß√£o de 1988 e tem desenvolvido v√°rias atividades no movimento socioambiental, como a promo√ß√£o da Alian√ßa dos Povos da Floresta, que re√ļne comunidades ind√≠genas e ribeirinhas na Amaz√≥nia.
Antoine Acker / Universidade de Zurique
Antoine Acker pesquisa e ensina no departamento de hist√≥ria da universidade de Zurique e √© doutor do Instituto Universit√°rio Europeu (IUE) de Floren√ßa. Trabalhou nas universidades de Bielefeld, Paris 3 ‚Äď Sorbonne Nouvelle, La Rochelle, Maastricht, Berna e Turim, desenvolvendo pesquisas principalmente no campo da hist√≥ria do Brasil e das suas conex√Ķes globais. O seu primeiro livro, Volkswagen in the Amazon: The Tragedy of Global Development in Modern Brazil(Cambridge University Press, 2017), discute os problemas de desmatamento e trabalho for√ßado na regi√£o amaz√īnica a partir dos anos 1970, e mostra como a regi√£o se tornou um s√≠mbolo internacional dos excessos da mundializa√ß√£o capitalista. O seu atual projeto abrange a hist√≥ria do petr√≥leo e a entrada do Brasil na era geol√≥gica do Antropoceno. Publicou um dossi√™ sobre o assunto na revista Varia Historia(‚ÄúO Brasil e a Grande Acelera√ß√£o‚ÄĚ: vol. 34, no 65, 2018).
Alberto Vargas / University of Wisconsin-Madison
Sua pesquisa de doutorado examina as intera√ß√Ķes de atores federais, estaduais e locais no uso sustent√°vel e conserva√ß√£o de florestas tropicais por comunidades locais em Quintana Roo, no sul do M√©xico. Seu Ph.D. est√° em ambos os recursos florestais e da terra da universidade de Wisconsin-Madison. Tem extensa forma√ß√£o e experi√™ncia de trabalho nos aspectos institucionais, sociais e t√©cnicos da gest√£o de recursos naturais baseados na comunidade e na conserva√ß√£o dos recursos naturais. Conduziu pesquisas e implementou projetos em agricultura, silvicultura, energia e gest√£o de recursos costeiros na Am√©rica Latina, no Caribe e nos Estados Unidos.
Alexandre Cardoso / Universidade Federal do Maranh√£o
Professor da Universidade Federal do Maranh√£o (UFMA), colegiado de Ci√™ncias Humanas/Hist√≥ria, Campus Cod√≥. Doutor em Hist√≥ria Social pela Universidade de S√£o Paulo (USP), com est√°gio de pesquisa na New York University (NYU). Concluiu sua gradua√ß√£o e mestrado em Hist√≥ria pela Universidade Federal do Cear√° (UFC). Foi professor substituto do Departamento de Hist√≥ria da Universidade Federal do Amazonas (UFAM), onde continua como colaborador do N√ļcleo de Estudos da Amaz√īnia Ind√≠gena (NEAI). Faz parte do grupo de pesquisa ‚Äútrabalhadores, poder e redes de sociabilidade na Amaz√īnia‚ÄĚ, filiado ao CNPq e encampado pelo colegiado de Hist√≥ria da Universidade Federal do Amap√°. Tem desenvolvido pesquisas no √Ęmbito da Hist√≥ria Social da Amaz√īnia, com √™nfase em estudos sobre frentes de expans√£o econ√īmica, problem√°ticas de fronteira e migra√ß√Ķes internas no s√©culo XIX.
Ana Pizzaro / Universidade de Santiago do Chile
Ana Pizarro √© pesquisadora em Estudos Culturais da Am√©rica Latina. √Č doutorada pela Universidade de Paris e tem ensinado na Universidades de Santiago do Chile, Universidade de Concepci√≥n, Chile, Universidades de Paris e Buenos Aires. Tamb√©m tem sido professora convidado em diferentes universidades da Am√©rica Latina, Estados Unidos, Canad√° e Europa. Autora de in√ļmeras publica√ß√Ķes, ¬†onde se destacam a Amazonia: o rio tem vozes e a Am√©rica Latina: palavra, literatura e cultura.
Anne Rapp Py-Daniel/ Universidade Federal do Oeste do Par√°
Possui gradua√ß√£o em Arqueologia pela Universidade Panth√©on-Sorbonne – Paris I, fez mestrado e doutorado em Arqueologia pelo Museu de Arqueologia e Etnologia da USP. Desde 2009 trabalha com ensino da arqueologia em n√≠vel superior, primeiro na Universidade do Estado do Amazonas (UEA) e desde 2011 na Universidade Federal do Oeste do Par√° (UFOPA). A partir de 2016 iniciou a produ√ß√£o de uma s√©rie de livros paradid√°ticos de ampla divulga√ß√£o focando na arqueologia como ferramenta para acessar a Hist√≥ria de Longa dura√ß√£o das popula√ß√Ķes tradicionais, priorizando nesses trabalhos a democratiza√ß√£o do conhecimento acad√™mico e valorizando a Hist√≥ria Oral em diversas esferas (comunit√°rias, escolas, etc.). Desde 2003 trabalha com pr√°ticas funer√°rias e o que elas fornecem como informa√ß√Ķes sobre as sociedades, tanto continuidades como rupturas. Em fun√ß√£o dessa forma√ß√£o espec√≠fica j√° participou de trabalhos voltados para a localiza√ß√£o de desaparecidos, ministrou diferentes cursos sobre arqueologia da morte e bioarqueologia.
Brian Deyo / Grand Valley State University - Michigan
Brian Deyo √© professor assistente de ingl√™s na Grand Valley State University, Allendale, Michigan. Suas principais √°reas de pesquisa est√£o nas √°reas de ecocr√≠tica p√≥s-colonial e estudos de animal / animalidade. Ultimamente ele se interessou pelos modos como a teoria do efeito ilumina os desafios psicol√≥gicos e √©ticos da vida no Antropoceno. Seu trabalho acad√™mico aparece em peri√≥dicos como a ISLE: Estudos Interdisciplinares em Literatura e Meio Ambiente, ARIEL: Uma Revis√£o da Literatura Inglesa Internacional e Configura√ß√Ķes.
Erik Jennings / Universidade do Oeste do Par√°
Doctor Jennings √© neurocirurgi√£o e professor da Universidade do Oeste do Par√°. Ele foi o fundador do primeiro servi√ßo p√ļblico de neurocirurgia no interior da Amaz√īnia brasileira. Ele √© o coordenador de sa√ļde do povo Zo√©, uma tribo ind√≠gena, recentemente contatada, da floresta amaz√īnica h√° cerca de 18 anos.¬†Ele √© um ativista ambiental e defensor dos direitos e cultura dos povos ind√≠genas. Atualmente √© consultor do Minist√©rio da Sa√ļde para quest√Ķes de sa√ļde envolvendo povos ind√≠genas isolados de contato recente. Ele defende a preserva√ß√£o cultural, ambiental e social como o principal fornecedor de cuidados de sa√ļde para esses povos. Al√©m disso, coordena o programa de resid√™ncia m√©dica em neurocirurgia da Universidade Estadual do Par√°.
Iraildes Caldas / Universidade Federal do Amazonas
Atualmente √© professora associada e coordenadora do Programa de P√≥s-Gradua√ß√£o Sociedade e Cultura na UFAM. Possui experi√™ncia nas √°reas de Sociologia, Antropologia, Etnologia Ind√≠gena e Servi√ßo Social atuando principalmente nos temas de g√™nero e manifesta√ß√Ķes simb√≥licas; trabalho, movimentos e pr√°ticas sociais na Amaz√īnia. Coordena a pesquisa G√™nero, etnicidade, pr√°ticas sociais e corporais das mulheres Sater√©-Maw√© em duas comunidades ind√≠genas no Amazonas com financiamento da Fapeam, 2013-2015. √Č Membro da Academia de Letras do Brasil. √Č Vice- Presidente da ABEPPA – Associa√ß√£o Brasileira de Escritores e Poetas da PAN- Amaz√īnia.
Jo√£o de Jesus Paes Loureiro / Universidade Federal do Par√°
Jo√£o de Jesus Paes Loureiro √© poeta e professor de Est√©tica, Filosofia da Arte e Cultura Amaz√īnica, na Universidade Federal do Par√°. Mestre em Teoria da Literatura e Semi√≥tica pela PUC/UNICAMP, S√£o Paulo e Doutor em Sociologia da Cultura pela Sorbonne Paris, Fran√ßa. Tamb√©m exerceu as fun√ß√Ķes de Secret√°rio de Estado da Cultura, Superintendente da Funda√ß√£o Cultural do Par√°, Secret√°rio de Estado da Educa√ß√£o e Secret√°rio de Educa√ß√£o e Cultura de Bel√©m, capital do Estado.
Jo√£o Pedro Soares
Jo√£o Pedro Soares √© um carioca apaixonado pelo Rio que se rendeu aos saberes encantados da floresta. Jornalista, gosta de viajar para encontrar e contar as hist√≥rias sufocadas pelo curso da hist√≥ria. S√≥cio da Ag√™ncia Andante, √© correspondente da Deutsche Welle no Brasil e tem mat√©rias publicadas nos principais ve√≠culos do pa√≠s, como as revistas piau√≠ e √ČPOCA, al√©m da Folha de S. Paulo e El Pa√≠s Brasil. Na vida de rep√≥rter, iniciada aos 19 anos, aprendeu rapidamente que o segredo est√° em ouvir mais do que falar.
Jeffrey Hoelle / University of California - Santa Barbara
Professor associado de Antropologia na Universidade da Calif√≥rnia, em Santa B√°rbara. Estuda a intera√ß√£o entre seres humanos e meio ambiente na Amaz√īnia brasileira, com foco nos usos da terra, estrat√©gias de manuten√ß√£o da vida e desflorestamento. Ele √© autor do livro¬†Rainforest Cowboys: the rise of ranching and cattle culture in western Amazonia.
Jessica Carey-Webb / Florida State University
P√≥s-doutoranda da reitoria (Dean) e pesquisadora (fellow) do Programa de P√≥s-doutorado em Portugu√™s na Florida State University.¬†Possui PhD em¬†Estudos Culturais pela Universidade do Texas. Especializou-se em Estudos Culturais¬†na Amaz√īnia e, atualmente, trabalha na produ√ß√£o de um livro que examina o¬†desenvolvimento da Amaz√īnia durante o boom da borracha atrav√©s de lentes ecocr√≠ticas¬†e transacionais.
Juan Carlos Galeano/ Florida State University
Professor de¬†Poesia Latino Americana e Culturas da Bacia Amaz√īnica na Florida State University. Nasceu na regi√£o amaz√īnica da Col√īmbia, e¬† √© autor de Baraja Inicial (poesia, 1986); Pollen and Rifles (1997), um livro sobre a poesia da viol√™ncia;¬† Amazonia¬†(poesia, 2003); Sobre las cosas (poesia, 2010);¬† Amazonia y otros poemas (poesia, 2011); e Historias del Viento (poesia, 2013).
Marcos Barros / Universidade Federal do Amazonas
√Č especialista em medicina tropical, professor universit√°rio e pesquisador da cultura amaz√īnica. Instalou e dirigiu o n√ļcleo original da Funda√ß√£o Oswaldo Cruz (Fiocruz) em Manaus, que hoje √© o Centro de Pesquisas Leonidas e Maria Deane. Foi Reitor da Universidade Federal do Amazonas e criou o Museu Amaz√īnico de Preserva√ß√£o da Cultura dos Povos da Amaz√īnia Ocidental e o Centro de Ci√™ncias Ambientais. Dirigiu o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renov√°veis (IBAMA) e atuou como Secret√°rio de Governo da cidade de Manaus.
Milton Hatoum
Escritor, tradutor e professor brasileiro, Milton Assi Hatoum é considerado um dos grandes escritores vivos do Brasil. Descendente de libaneses, ensinou literatura na Universidade Federal do Amazonas (UFAM) e na Universidade da Califórnia em Berkeley. Escreveu quatro romances, dentre eles Cinzas do Norte Рvencedor do Prêmio Portugal Telecom de Literatura e todos os três primeiros ganhadores do Prêmio Jabuti de melhor romance. Seus livros já venderam mais de 200 mil exemplares no Brasil e foram traduzidos em oito países, como a Itália, Estados Unidos, a França e a Espanha. Em suas obras, Hatoum costuma falar de lares desestruturados com uma leve tendência política.
Nicholas C. Kawa / Ohio State University
Atualmente √© Assistant Professor de Antropologia da Ohio State University (EUA). Os seus temas centrais de pesquisa s√£o etnografia da Amaz√īnia rural e urbana, paisagens antropog√™nicas, manejo de agrobiodiversidade, mudan√ßas ambientais e crise ecol√≥gica. √Č autor do livro Amazonia in the Anthropocene: People, Soils, Plants, Forests (University of Texas Press, 2016).
Paulo Vieira / Universidade Federal do Par√° - Altamira
Paulo Viera – Professor na Faculdade de Etnodiversidade, Curso de Educa√ß√£o do Campo, da Universidade Federal do Par√° (UFPA-Campus Altamira), Doutor em Literatura Brasileira (USP), Mestre em Popula√ß√Ķes Tradicionais da Amaz√īnia (UFPA) e Engenheiro Florestal (UFRA). Publicou os poemas de ‚ÄúInf√Ęncia Vegetal (2004)‚ÄĚ, ‚ÄúOrqu√≠deas Anarquistas‚ÄĚ (2007),‚ÄúLivro para pescaria com linha de horizonte‚ÄĚ (2008), ‚ÄúPablo no mundo das nuvens‚ÄĚ (2017) e mais quatro livros.
Rob Nixon / Princeton University
Rob Nixon é Professor do Currie C. & Thomas A. Barron Família em Humanidades e Meio Ambiente. Também é afiliado do Princeton Environmental Institute nas humanidades ambientais. Ele é autor de quatro livros, sendo o mais recente Slow Violence and the Environmentalism of the Poor, ganhador do American Book Award e três outros prêmios. Contribui frequentemente com o jornal New York Times. Seus textos já figuraram no The New Yorker, Atlantic Monthly, The Guardian entre outros.
Serenella Iovino / Universidade da Carolina do Norte em Chapel Hill
Serenella Iovino é professora de estudos italianos e humanidades ambientais na Universidade da Carolina do Norte em Chapel Hill. Investigadora da Fundação Alexander-von-Humboldt e do Centro para o Ambiente e a Sociedade Rachel Carson, foi membro fundadora e terceira presidente da Associação Europeia para o Estudo da Literatura, Cultura e Ambiente (EASLCE).
Escreveu sobre uma ampla gama de tópicos, incluindo ética ambiental e teoria ecocrítica, biorregionalismo e estudos de paisagem, ecofeminismo e pós-humanismo, literatura comparada e humanidades ambientais.
Ricardo Chaves - Centro Universit√°rio do Norte (Uninorte)
Ricardo Ribeiro Chaves √© graduado em Rela√ß√Ķes Internacionais pelo Centro Universit√°rio do Norte (Uninorte). Ap√≥s concluir o curso ingressou em Rela√ß√Ķes P√ļblicas pela Universidade Federal do Amazonas (Ufam) e Jornalismo na Uninorte. J√° foi assessor de comunica√ß√£o na Assembleia Legislativa do Amazonas e Senado Federal. Atualmente √© jornalista da r√°dio BandNews em Manaus e colaborador da revista cient√≠Ô¨Āca Amaz√īnia Latitude.
Lucas Lacerda - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro
Bacharel jornalismo pela Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, concluiu o curso com monografia nas √°reas de cibercultura, ethos discursivo e semiologia do discurso, com foco na escola francesa de An√°lise do Discurso. Atuou na assessoria de comunica√ß√£o e imprensa do Comit√™ Guandu, √≥rg√£o colegiado respons√°vel pela gest√£o dos recursos h√≠dricos da mais importante Regi√£o Hidrogr√°fica do estado do Rio de Janeiro. No laborat√≥rio de dados Fogo Cruzado e na assessoria da Secretaria de Estado de Seguran√ßa do Rio de Janeiro, adquiriu experi√™ncia no trato de informa√ß√Ķes t√©cnicas e estrat√©gicas no campo da seguran√ßa p√ļblica. Colaborou com o setor de comunica√ß√£o do filme Beyond Fordl√Ęndia.
T√ļlio Zille - Universidade Johns Hopkins
Doutorando em ciência política pela Universidade Johns Hopkins, USA. Atualmente, trabalha em um projeto de pesquisa que se concentra no conflito entre os discursos de desenvolvimento em torno à construção da hidrelétrica de Belo Monte e os modos de vida que esses discursos não reconhecem como válidos ou existentes.
Ana Varela Tafur - Universidade da Califórnia
Poeta amaz√≥nica peruana, editora, professora e pesquisadora independente. Doutora em literatura latino-americana pela Universidade da Calif√≥rnia, Davis. √Č autora de Lo que no veo en visiones (poes√≠a 1991), Dama en el escenario (poes√≠a 2001), Voces desde la orilla (poes√≠a, 2002), Inundaciones (poes√≠a 2015). Varela se interessa pela literatura e fotografia na Amaz√īnia no seculo XX especialmente durante a era da borracha e pelos v√≠nculos culturais e liter√°rios entre Per√ļ e Brasil.
Cecília Pessoa - Universidade Federal Fluminense
Cecília Pessoa é bacharel em Direito pela Universidade Federal Fluminense, cujo trabalho de conclusão de curso abordou a área de Direito Ambiental. Após ter contato com o jornalismo, reingressou na mesma universidade para o curso de Comunicação Social. Nesta trajetória, também teve experiência nas áreas de Redação Publicitária e Produção Cultural, além de ser tradutora de francês.