Quem Somos

A Amazônia Latitude é uma plataforma de conhecimento que se exprime pelas vozes e discursos dos sujeitos que interrogam realidades da Amazônia, com preeminência à questão social, econômica, política e cultural, que se expressam por meio da problemática ambiental.

A produção do conhecimento científico e artístico, neste veículo, posiciona-se no cânone no pensamento ecocrítico, orientado epistemicamente pela abordagem da Slow Violence como fundamento, e pelas categorias estratégicas Slow Seeing e Visual Sovereignty.

Portanto, essas orientações teóricas e processuais se constituem em um modo de produção do conhecimento relacional como ato de intervenção humana da autocompreensão e do esclarecimento por meio de ensaios, artigos, análise literária e fílmica, manifestações da cultura, correntes de opinião, focos disciplinares, abordagens intelectuais, grupos de pressão e de populações locais.

Inclui, como constituinte desta dinâmica, uma articulação interdependente entre cultura e ação na qual a premissa cultural tem o poder causal de agência, na medida em que articula/provoca a compreensão e produz a ação social.

Mediante este foco teórico preciso, e vinculada ao Laboratório de Ciências Sociais e Interdisciplinaridade na Amazônia do Programa de Pós-Graduação Sociedade e Cultura na Amazônia, tem diálogo amplo dentro e fora do campo acadêmico da formação e da intervenção intelectual na sociedade, e a pretensão de ser uma relação de esclarecimento recíproco entre o pensamento científico interdisciplinar.

A Amazônia Latitude faz parte do grupo de mídias ambientais como: (((o)))eco, #Colabora, Agência Envolverde de Jornalismo, AgirAzul.com, Amazônia Real, Amigos do Meio Ambiente, Blog Cidadãos do Mundo, Conexão Planeta, Eco21, EcoNordeste, Notícia Sustentável, Página 22, Plurale Em Revista, RBJA, Revista Amazônia, Revista Ecológico

Expediente

Fundador & Editor-chefe

Marcos Colón

mcolon@fsu.edu 

 

Editor

Matheus Ferreira

matheus.ferreira@unesp.br

 

Editora-assistente

Amanda Péchy

amandapechyduarte@gmail.com 

 

Estagiária de jornalismo

Vanessa Pinto Moraes

vanessa.p.moraes@unesp.br 

 

WebDesigner

Fabrício Vinhas

fvinhas@gmail.com

 

Conselho editorial

Lúcio Flávio Pinto / Jornalista & Sociólogo 

Leopoldo Bernucci / University of California, Davis

Jessica Carey-Webb / University of New Mexico

Bruno Malheiro / Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará

Ana Pizarro / Universidade de Santiago do Chile

 

Conselho de gestão

Antoine Acker / University of Zurique

Marcos Barros / Universidade Federal do Amazonas

Iraildes Caldas / Universidade Federal do Amazonas

Alexandre Cardoso / Universidade Federal do Maranhão

Brian Deyo / Grand Valley State University

Juan Carlos Galeano / Florida State University

Milton Hatoum / Escritor

Serenella Iovino / University of North Carolina at Chapel Hill

Erik Jennings / Universidade do Oeste do Pará

Nicholas C. Kawa / Ohio State University

Ailton Krenak / líder indigena e ativista ambiental brasileiro

Rob Nixon / Princeton University

José Alcimar de Oliveira / Universidade Federal do Amazonas

João de Jesus de Paes Loureiro / Universidade Federal do Pará

Pedro Rapozo / Universidade do Estado do Amazonas

Anne Rapp Py-Daniel /  Universidade Federal do Oeste do Pará

Alberto Vargas / University of Wisconsin-Madison

Paula Vieira / Universidade Federal do Oeste do Pardo

Josué Vieira / Universidade do Estado do Amazonas

Lucas Lacerda / Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro

Política de conteúdo

Na Amazônia Latitude Review, estamos comprometidos com os objetivos da pesquisa aberta. Nossas políticas de publicação ajudam nossos autores a alcançar um alto nível de abertura para suas pesquisas e os apoiam no cumprimento dos requisitos de acesso aberto (Open Access, OA) de seus financiadores e instituições.

Amazônia Latitude Review é um periódico de acesso aberto, o que significa que todo o conteúdo está disponível gratuitamente para o usuário ou sua instituição. Os usuários estão autorizados a ler, baixar, copiar, distribuir, imprimir, pesquisar ou vincular os textos completos dos artigos, ou usá-los para qualquer outro propósito legal, sem pedir permissão prévia do editor ou do autor. Isso está de acordo com a definição de acesso aberto do BOAI.

Contatos