Latitude Podcast #12: Amazônia influenciou e foi influenciada pelo Modernismo

Foto de Tenório Telles. Homem grisalho, de óculos

No especial Modernismo na (e da) Amazônia, o Latitude Podcast #12 traz uma entrevista com o poeta, ensaísta e presidente do Concultura, Tenório Telles, para entender como a Amazônia influenciou e foi influenciada pelo Modernismo.

Entre os pontos abordados por Telles, está o papel mítico e inspirador que a Amazônia teve para a primeira geração de modernistas. “Mário de Andrade veio para a Amazônia e se encantou. Tomou contato com os mitos nessa viagem de Manaus para Roraima e quando volta para São Paulo escreve o livro mais importante da sua carreira que é Macunaíma. Dessa forma ele colocou em pauta no modernismo brasileiro esse universo ancestral que é a nossa região”, destaca o escritor.

Se a Amazônia mexeu com as memórias de Mário de Andrade, tornando a região parte do movimento artístico nacional, também houve profundas repercussões na forma de pensar e, principalmente, nos processos de expressão da cultura em Manaus.

Segundo Telles, o Clube da Madrugada representa um dos momentos mais férteis das artes no Amazonas. “Eles defendiam que os autores amazonenses deveriam falar da realidade amazônica e do homem caboclo. O Clube teve o mesmo papel para o Amazônia que teve a semana de 22 para o Brasil. Foi um período muito rico”.

“A Amazônia influenciou e se deixou ser influenciada pela semana de 22”, conclui Telles.

Foto de destaque: ManausCult

 
 

Print Friendly, PDF & Email

Você pode gostar...

Translate »