Amazônia em 5 minutos: ataque a tiros na Terra Yanomami e os impacto de uma ferrovia

Destaques da Amazônia são trazidos em nova edição do podcast
um quinto das mortes violentas intencionais no Brasil em 2022 aconteceram na Amazônia Legal; 40% da área da Amazônia não é alvo de pesquisas

A Revista Amazônia Latitude publica nesta sexta-feira (7) a nova edição do Amazônia em 5 minutos, o podcast que traz as principais notícias da região entre os dias 1º e 7 de julho de 2023.

Os destaques de hoje são: ataque a tiros na Terra Yanomami, em Roraima; os impacto da ferrovia que quer ligar o Pará ao Mato Grosso; e ainda a nova série de podcast “Pensando a Amazônia pela Literatura”, da Revista Amazônia latitude.

Ataque a tiros 

A semana começou com um ataque a tiros na Terra Yanomami, em Roraima. Uma criança indígena foi morta e outros cinco ficaram feridos durante o ataque na comunidade Parima.

O ataque foi feito no dia 3 de julho por agressores desconhecidos, que fugiram do local. Ficaram feridos, segundo o Ministério dos Povos Indígenas, um líder indígena, de 48 anos, uma mulher, de 24, a filha dela, de 12 anos, e duas meninas, de 15 e 9 anos.

Equipes de resgate e investigação foram enviadas para a maior reserva indígena do país, onde há uma presença significativa de garimpeiros ilegais. Estimativas do Ministério Público do Estado de Roraima (MPRR) indicam cerca de 20 mil invasores.

O Ministério dos Povos Indígenas mobilizou agentes da Polícia Federal (PF), servidores da Fundação Nacional dos Povos Indígenas (Funai), membros da Força Nacional e militares das Forças Armadas, para fortalecer a segurança na região depois do ataque.

Este é o 15º ataque registrado no território somente neste ano, que tem sido alvo de atividades ilegais, resultando em desmatamento e poluição dos rios. Desde o dia 20 de janeiro, a Terra Yanomami está sob decreto de emergência em Saúde Pública.

Impactos na Amazônia

Um levantamento exclusivo revelou que o projeto da Ferrogrão, uma ferrovia de quase mil quilômetros que pretende ligar o Pará ao Mato Grosso, impulsionando o escoamento de grãos, terá um impacto muito maior do que o estimado pelas empresas do agronegócio.

A obra, promovida pelo governo do ex-presidente Jair Bolsonaro, promete fortalecer a rota de escoamento de soja e milho pelo Arco Norte do país, reduzindo os custos de transporte.

No entanto, a ferrovia passará por áreas de proteção ambiental e territórios indígenas, incluindo os habitados por povos isolados.

O Ministério dos Povos Indígenas expressou preocupação e exigiu consultas. Por outro lado, Renan Filho (MDB), ministro dos Transportes do governo de Lula, demonstrou otimismo com a obra.

O levantamento feito em parceria do Laboratório Infoamazonia de Geojornalismo com Joio e Trigo revelou que pelo menos seis terras indígenas, com aproximadamente 2,6 mil pessoas, e 17 unidades de conservação serão afetadas pela Ferrogrão.

A área total de impacto abrange 25 municípios no Mato Grosso e no Pará, afetando uma população estimada em quase 800 mil pessoas. A análise também levou em consideração o desmatamento entre 2008 e 2022, mostrando a extensão do impacto ambiental.

A falta de consulta prévia aos povos tradicionais e o reflexo nas metas de combate ao desmatamento e às mudanças climáticas têm gerado divisões entre os ministros do governo Lula.

O levantamento destaca as preocupações e reivindicações dos povos indígenas, que alertam para as consequências negativas dessa megaobra em seus territórios.

Latitude Cast: nova produção da revista

Nesta semana, foi lançado o primeiro episódio da série “Pensando a Amazônia pela literatura”, do Latitude Cast, produzido pela Revista Amazônia Latitude.

A entrevista foi com o jornalista e escritor paraense Edyr Augusto Proença. Ele é conhecido por sua vasta produção literária sobre a Amazônia e revelou como a região influencia sua obra.

Edyr nasceu em Belém e sua escrita retrata a realidade urbana da cidade, rompendo com estereótipos. Sua falta de julgamento em relação aos personagens e a influência do teatro em sua escrita tornam suas obras cativantes.

A série terá 10 episódios com outros autores e críticos literários da Amazônia, explorando as diversas facetas da literatura da região. O episódio está disponível no site da revista e em todas as plataformas agregadoras de podcast.

Ouça o Amazônia em 5 minutos:

Print Friendly, PDF & Email

Você pode gostar...

Translate »