Fotogaleria: a devastação das queimadas e os efeitos da fumaça no pior mês para o Amazonas

Vista área de queimada na Vila de Cacau Pirêra, no município de Iranduba (AM)

Vista área de queimada na Vila de Cacau Pirêra, no município de Iranduba (AM)
Foto: Edmar Barros/Amazônia Latitude

Em setembro, o estado do Amazonas atingiu a marca de 6.991 focos de queimadas, o segundo pior índice desde o início da série histórica que começou em 1998, perdendo apenas para 2022 quando foram notificados 8.659 focos, segundo dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe). Fotografias feitas naquele mês registraram a devastação histórica causada pelo fogo e os impactos da fumaça em três municípios do Amazonas, incluindo a capital Manaus.

As fotos são do fotojornalista Edmar Barros, colaborador da Amazônia Latitude.

Trecho de comunidade de indígenas do povo Mura, no município de Autazes, a 100 km de Manaus, é vista queimada e desmatada em 22 de setembro de 2023

Outro trecho da comunidade Mura de Iranduba também destruída pelo fogo em 22 de setembro de 2023

Área queimada e desmatada no município de Autazes, a mais de 100 quilômetros da capital Manaus, em 22 de setembro de 2023

Gavião Carcará cercado pela destruição das queimadas em Autazes em 22 de setembro de 2023

Queimada se alastrou e tomou área de vegetação às margens da rodovia AM-070 em Iranduba, no Dia da Amazônia, 5 de setembro de 2023

Bombeiros trabalham para apagar a queimada as margens da rodovia AM-070, no dia da Amazônia

Caminhão de combate à incêndio usado para controlar queimada na área urbana de Iranduba

Bombeiro carrega mangueira para combater incêndio às margens da AM-070

Na Vila de Cacau Pirêra, em Iranduba, bombeiros tentam controlar queimada em 25 de setembro de 2023

Equipados para se proteger da fumaça, bombeiros trabalham na vila de Cacau Pirêra

Pelo menos em uma área, trabalho dos bombeiros conseguiu controlar chamas na vila de Cacau Pirêra

Vista do Rio Negro encoberta por fumaça no dia 15 de setembro de 2023. Pouco antes, no dia 12, o estado já havia decretado emergência ambiental por 90 dias após o registro de quase 4 mil focos de queimadas no estado

Pequena embarcação cruza o Rio Negro tomado por fumaça, também em 15 de setembro de 2023

Vista da cidade de Manaus encoberta por fumaça durante o amanhecer do dia 1º de setembro de 2023

Fumaça das queimadas encobre o Teatro Amazonas, símbolo cultural e histórico do estado, e outros prédios no centro da cidade de Manaus, no dia 20 de setembro de 2023

Fotos: Edmar Barros
Texto e edição: Emily Costa
Direção: Marcos Colón

 

Print Friendly, PDF & Email

Você pode gostar...

Translate »