Amazônia em 5 minutos: deslizamento de terra na Colômbia e greve geral do Ibama

Museu da Amazônia (Musa)
Museu da Amazônia (Musa). Foto: Acervo Musa. Arte: Fabrício Vinhas/Amazônia Latitude.
Museu da Amazônia (Musa)

Museu da Amazônia (Musa). Foto: Acervo Musa. Arte: Fabrício Vinhas/Amazônia Latitude.

O “Amazônia em 5 minutos” desta semana traz as principais notícias sobre a maior floresta tropical do mundo que aconteceram entre os dias 12 e 18 de janeiro. Os destaques desta semana são:

  • Servidores do Ibama e do ICMBio podem entrar em greve geral. Desde o início da paralisação, a emissão de multas ambientais caiu em quase 93%;
  • Deslizamento de terra na Colômbia atinge comunidade indígena e deixa pelo menos 36 mortos;
  • Museu da Amazônia celebra 15 anos promovendo ciência e cultura.

Ouça abaixo o episódio completo em português ou clique aqui para acessar a versão em inglês 🇬🇧.

Segurança na Amazônia

O Brasil corre o risco de perder a soberania da Amazônia para o crime organizado, segundo o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Luís Roberto Barroso.

A declaração foi feita no Fórum Econômico Mundial de 2024, que está acontecendo em Davos, na Suíça, entre os dias 15 e 19 de janeiro.

De acordo com o ministro, a Amazônia está se tornando uma rota do tráfico por vias aéreas e fluviais, e as estratégias de segurança adotadas atualmente não funcionam.

Barroso ainda discursou sobre os outros crimes ambientais que acontecem na floresta e prejudicam as comunidades locais.

O presidente do STF revelou que pretende criar um grande evento no Conselho Nacional de Justiça para debater a política pública para drogas, levando em conta a segurança.

O objetivo do evento é que novas estratégias para lidar com o narcotráfico sejam levantadas, com uma abordagem diferente daquelas usadas em outros países ou já testadas na Amazônia.

Deslizamento na Colômbia

Na sexta-feira (12), um deslizamento de terra na Colômbia atingiu uma comunidade indígena.

Na data, o Instituto de Hidrologia, Meteorologia e Estudos Ambientais da Colômbia informou que apesar de o país enfrentar uma temporada de seca, haveria chuvas intensas em alguns departamentos do Pacífico e da Amazônia colombiana.

A comunidade afetada pelos deslizamentos fica perto do município de Carmen de Atrato, na estrada que liga Medellín à cidade de Quibdó.

No acidente, um dos deslizamentos atingiu uma casa onde 50 pessoas estavam abrigadas.

Essas pessoas ficaram soterradas na lama. Pelo menos 36 delas morreram.

Segundo a vice-presidente do país, Francia Márquez, a maior parte das vítimas são crianças.

A estrada foi bloqueada, e as ações no local envolvem mais de 200 pessoas, com bombeiros, cães farejadores e escavadeiras.

Paralisação no Ibama e no ICMBio

Servidores do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) e do Instituto Chico Mendes (ICMBio) podem decretar a paralisação total das atividades nas próximas semanas.

A informação foi divulgada por Cleberson Zavaski em entrevista à Ariel Bentes, da Amazônia Latitude.

Zavaski é o presidente da Associação Nacional dos Servidores da Carreira de Especialista em Meio Ambiente, a Ascema Nacional.

Os servidores suspenderam a realização de atividades em campo desde o dia 1º de janeiro, como forma de manifestação pela melhoria salarial e de condições de trabalho para a categoria. Mas as atividades burocráticas ainda estão sendo executadas.

Os efeitos da paralisação já são perceptíveis. De acordo com um levantamento realizado pela Ascema Nacional, a emissão de multas ambientais na Amazônia Legal caiu em quase 93% nos primeiros 15 dias de janeiro.

Após o movimento, o Governo Federal marcou uma reunião para o dia 1º de fevereiro para retomar as negociações.

Crise no Equador

Desde o dia 8 de janeiro, o Equador vive uma onda de violência promovida por gangues criminosas ligadas ao tráfico de drogas.

O presidente equatoriano, Daniel Noboa, chegou a decretar estado de conflito armado interno no país após a invasão pelos criminosos de uma emissora de TV ao vivo na cidade de Guayaquil no dia 9.

Na última quarta-feira (17), o promotor responsável por investigar a invasão da emissora, César Suárez, foi assassinado a tiros.

De acordo com o jornal El Universo, o veículo ficou com mais de 20 buracos de bala.

Suárez estava investigando qual dos diversos grupos criminosos equatorianos foi o responsável pelo ataque à emissora.

Dica cultural

Nossa recomendação cultural esta semana é o Museu da Amazônia (Musa), que completa 15 anos na segunda-feira, dia 22.

O museu ocupa 100 hectares da Reserva Florestal Adolpho Ducke, do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa), em Manaus.

Para celebrar esses 15 anos de ciência e cultura, o Musa vai fazer uma promoção. No dia de seu aniversário, a visita sem guia vai ser oferecida pelo valor R$10. Os visitantes vão ter acesso a todas as atrações, inclusive à Torre de Observação.

A visita sem guia pode ser adquirida sem agendamento prévio diretamente na bilheteria (Avenida Margarita, 6305), no bairro Jorge Teixeira, em Manaus.

As demais atividades têm valores mantidos e precisam ser agendadas pelo e-mail [email protected] ou pelo WhatsApp (92) 99280-4205.

O museu fica aberto todos os dias das 8h30 às 17h, menos às quartas-feiras. A entrada só é permitida até às 16h.

Para mais informações, acesse o site do museu ou confira o perfil do Musa nas redes sociais.

Neste episódio, utilizamos informações de: Agência Brasil, CNN Brasil, Folha de São Paulo, G1 e Museu da Amazônia.
Print Friendly, PDF & Email

Você pode gostar...

Translate »